2 de dez de 2009

Catharina Paraguaçu - Salvador - Bahia



Monumento localizado na praça Campo Grande no Centro de Salvador.

Catharina Álvares Paraguaçu foi uma índia Tupinambá nativa da região onde hoje é o estado da Bahia. Teria sido oferecida por seu pai, cacique da tribo, como esposa ao náufrago português Diogo Álvares Correia "Caramuru" que gozava de grande proeminência entre os Tupinambás da Bahia. Ela adotou o nome cristão de Catharina do Brasil. É considerada a mãe biológica de parte da nação brasileira. Faleceu em idade avançada por volta de 1586 e elaborou testamento existente até hoje no qual deixa seus bens para os monges beneditinos. Seus restos mortais repousam na Igreja da Graça, em Salvador. Contam que Catharina sonhava certa vez com náufragos numa praia e entre eles uma mulher com uma criança nos braços. Eles tinham frio e fome. Sabendo da força dos sonhos de sua mulher Caramuru mandou que procurassem pela orla onde foram encontrados vários náufragos, mas entre eles nenhuma mulher. Catharina sonhou de novo com a mesma mulher e ela lhe pedia que construissem uma casa para ela na sua aldeia. Pouco tempo depois, através de nova procura, foi encontrada uma imagem da virgem Maria com o menino Jesus nos braços. Essa imagem está hoje, no altar, na igreja da Graça.

Nenhum comentário: