6 de jan de 2010

Detalhe da Capela do Convento da Ordem Terceira do Carmo - Salvador - Bahia



Vale a pena subir a ladeira íngreme que leva a Igreja da Ordem Terceira do Carmo - erguida em 1636 - somente para apreciar a imagem de cedro do Senhor morto. Esculpida em 1730, é a obra-prima do escravo Francisco Xavier Chagas - o Cabra - considerado o “Aleijadinho baiano” há mais de 200 anos. Com dois mil rubis representando as chagas de cristo, a escultura só sai da igreja na sexta feira santa. No mesmo largo fica a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, fechada atualmente para reformas. O convento anexo foi transformado em um luxuoso hotel, preservando as características arquitetônicas dos séculos XVII e XVIII. Esse convento da irmandade tem mais de 300 anos e a quatro se transformou no primeiro hotel histórico de luxo do Brasil. O interessante é que isso é muito comum na Europa. Eles transformam conventos em hotéis e mas no Brasil isso é raríssimo acontecer. Quem se hospeda ali tem a oportunidade de conhecer a sacristia mais rica da América Latina. Toda original, a sala, em estilo barroco, nunca foi restaurada.

Lagoa Timeantube - Mata de São João - Bahia



Formada pela barragem das águas do Rio Timeantube, a lagoa é uma enorme reserva de pássaros. Em sua área, cerca de 300 espécies diferentes de pássaros já foram catalogadas. Aqui há duas opções de passeios: ou se exercitar em remadas com caiaques ou observar pássaros num barco a motor. O passeio de barco ou caiaque pelas águas tranqüilas do rio Açu permite a observação de pássaros das mais variadas espécies como pica-paus, jaçanãs, beija-flores e papagaios do mangue. É recomendável sair munido de máquina fotográfica e binóculos. As excursões são semanais e organizadas em grupos de até seis pessoas. O passeio tem até duas horas de duração e percorre trilha demarcada entre árvores e plantas até a Ilha dos Macacos, onde é feita uma pequena caminhada. A idade mínima para o passeio é de cinco anos. Os barcos saem do píer da Lagoa de Timeantube, na entrada da Vila de Praia do Forte.